Os bancos estão melhorando a experiência do cliente com aplicativos móveis

O foco no cliente

As compras online e os sites responsivos transformaram o comportamento do cliente e suas expectativas para os serviços bancários. Por que as coisas não podem ser mais rápidas e online? Os bancos devem levar a sério a integração do cliente, porque esta é a primeira oportunidade de estabelecer um bom relacionamento com eles desde o início. Em nossa última publicação, explicamos por que o aspecto-chave da transformação digital é a propriedade do cliente. Esta não é apenas uma oportunidade para oferecer boa experiência ao cliente, mas também obter informações sobre oportunidades e serviços futuros.

Parecia que alguns bancos haviam conseguido isso. Eles abraçaram as inovações para serem móveis e convenientes. Um exemplo rápido: o Bank of America (BofA), no seu relatório Q1, 2017, afirma que 210 mil novas contas foram abertas por meio de dispositivos móveis e 28 milhões de cheques foram depositados da mesma maneira. Recentemente o banco DBS também habilitou o formulário de envio de empréstimo com seu aplicativo para dispositivos móveis e nós só podemos supor quantas as aprovações de crédito eles iniciaram em 18 mercados da região Ásia-Pacífico.

melhorando a experiência do cliente com aplicativos móveis

O que sabemos com certeza é que o aplicativo DBS Quick Credit faz muito para os usuários na sua jornada para pedir crédito e é um bom exemplo de como o mantra “o cliente em primeiro lugar” se torna um valor real na experiência do cliente. O aplicativo extrai automaticamente os dados relevantes de documentos de identificação e de salário e insere-os no formulário de inscrição. Os requerentes só terão que clicar para fazer o envio e aguardar o status do pedido de empréstimo: caso os documentos forem válidos e os registros do banco estiverem em ordem, a aprovação vem em minutos.

Simplificando o processo de pagamento

Os pagamentos digitais são o próximo grande acontecimento para as pessoas, economias e suas instituições. De acordo com os analistas da Capgemini, isso pode reduzir as transações e os custos operacionais, combater a economia paralela e aumentar a taxa de crescimento do PIB. O valor global dos pagamentos usando gadgets portáteis e móveis deverá chegar a 95 bilhões de dólares em 2018, em comparação com aproximadamente 35 bilhões em 2015, de acordo com a Juniper Research.

Para dar aos seus clientes a liberdade de acompanhar e pagar suas contas diretamente de aplicativos, alguns bancos estão confiando em provedores de software com soluções de tecnologia prontas. E aqui maior demanda são as soluções para processamento de imagem e captura inteligente de dados de instantâneos – na nuvem, no dispositivo, ou em tempo real.

O banco cooperativo italiano Veneto Banca colocou à disposição dos clientes o seu aplicativo que lhes permite pagar contas enviando apenas um instantâneo com uma sequência de caracteres IBAN para a nuvem para processamento automático. O Tinkoff Bank, que faz parte do TCS Group Holding PLC, lançou recentemente um aplicativo que automaticamente gera ordens de pagamento a partir de fotos de faturas, proporcionando aos clientes privados e corporativos uma experiência de autoatendimento. O aplicativo pode extrair todos os dados relevantes, independentemente do formato e do conteúdo da conta, e leva de 5 a 10 segundos para tirar uma foto e enviar a ordem de pagamento. Não é de admirar que o banco atenda cerca de 10 mil novos clientes SME todos os meses.

Autoatendimento rápido

A experiência de autoatendimento ao cliente também é a principal prioridade para a Sberbank, o terceiro maior banco da Europa com mais de 1 milhão de clientes corporativos. O banco lançou um aplicativo personalizado de Geração de Ordens de Pagamento para clientes corporativos registrados (35% deles são pequenas e médias empresas) nas plataformas Android e iOS. A captura inteligente de dados relevantes ocorre no dispositivo para evitar sobrecarregar a capacidade do servidor e oferecer um desempenho estável para centenas de empresários e contadores que processam contas mensalmente.

Qual é o próximo?

Os serviços vão ser mais cómodos graças aos avanços tecnológicos. Para aumentar a precisão dos resultados e oferecer os serviços mais conveniente o reconhecimento das fotos pode ser substituído para o reconhecimento em “fluxo de vídeo”. O fluxo de vídeo é uma sequência de quadros (leia: fluxo de quadros) que você vê na tela do dispositivo sempre que a câmera é ligada. Esta tecnologia é chamada Reconhecimento em fluxo de vídeo.

Claro que tem muito mais para frente. IDC Financial Insights prevê a chegada do pagamento de contas móveis usando a impressão digital ou reconhecimento facial. Tecnicamente, isso envolverá inteligência artificial em todas as etapas – antes e depois da aprovação humana dos dados usados em uma ordem de pagamento. Para as empresas também está pela frente uma melhor integração do cliente. Ao adotar novas tecnologias, os bancos podem ajudar as empresas a se adaptar às novas regulamentações e exigências da era da transformação digital, desde a apresentação de novas ofertas até o uso mais amplo da documentação digital.

Escrito por Helen Agafonova, Chefe do Grupo de Conteúdos da ABBYY

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*